Gás metano pode indicar vida em Marte

Substância pode ser produzida por atividades geológicas ou por organismos vivos.

Da BBC Brasil, BBC

16 de janeiro de 2009 | 16h54

Cientistas da Nasa anunciaram no jornal Science que grandes quantidades de gás metano foram detectadas em Marte por telescópios.A substância havia sido encontrada na atmosfera de Marte há cinco anos, e os cientistas descobriram que o gás é mais abundante em determinadas partes do planeta.Existem duas possíveis explicações para a existência do gás em Marte. Uma delas seria que a simples interação entre rochas e água poderia liberar o gás através de fendas na superfície.A outra explicação seria que colônias de organismos microscópicos estariam vivendo abaixo da superfície do planeta e expelindo gás metano, como fazem animais maiores na Terra."O gás metano pode ser gerado e expelido por micróbios, mas também pode servir de alimento para micróbios consumidores de metano", afirmou Lisa Pratt, astrobióloga da Nasa."Portanto, de um jeito ou de outro, isso é empolgante porque temos evidências que nos levam a pensar sobre a possibilidade de existir vida em Marte", acrescentou."É uma questão fundamental saber se há vida em Marte, porque se pudermos mostrar que a existência de vida na Terra não é única, estaremos mais perto de poder dizer que há vida por todo o universo", diz o cientista Colin Pillinger. "E isso é absolutamente fascinante."Daqui a três anos, uma nova missão robótica pousará em Marte para determinar se o gás metano está sendo produzido por organismos ou não.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.