Gates critica fim da lei contra gays no Exército

EUA - 1

, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2010 | 00h00

O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, alertou ontem para os problemas que o país pode ter com a interrupção "abrupta" da política conhecida como "Don"t Ask, Don"t Tell", que permite a expulsão de homossexuais assumidos das Forças Armadas. Na terça-feira, a juíza federal Virginia Phillips, da Califórnia, ordenou que os militares deixem de aplicar a lei. "Eu acho que essa é uma ação que deveria ter sido tomada pelo Congresso e de maneira gradual", disse. "Ela terá enormes consequências para nossas tropas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.