Gates doa US$ 100 mi para combate à aids

A Bill and Melinda Gates Foundation doou hoje US$ 100 milhões a um fundo internacional contra a aids, e conclamou as nações da União Européia a fazerem o mesmo. "Um aumento expressivo nas doações é necessário para lutarmos contra a epidemia", afirmou a presidente da fundação, Patty Stonesifer, que estava em Bruxelas para se encontrar com Poul Nielsen, o comissário para o desenvolvimento da UE.De acordo com Stonesifer, a luta contra a aids é uma "alta prioridade" para Bill Gates, o fundador da Microsoft e um dos homens mais ricos do mundo. "Nós apoiamos o fundo ... melhorar a saúde é primordial para a redução da pobreza", afirmou ela, lembrando que, apenas no ano passado, foram registrados 5 milhões de novos casos de aids em todo o mundo. O fundo internacional foi proposto pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, em abril, quando ele sugeriu o levantamento de cerca de US$ 10 bilhões por ano para combater a aids.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.