Gays são presos por beijo em frente ao Coliseu

A polícia italiana prendeu dois homossexuais acusados de "conduta obscena" por se beijarem diante do Coliseu, o que na sexta-feira provocou confusão e protestos. Uma ministra pediu que o governo se desculpe. O incidente ocorreu na noite de quinta-feira, quando os rapazes, de 27 e 28 anos, foram levados para uma delegacia, onde permaneceram por várias horas, segundo a entidade Arcigay, que acusou a polícia de discriminação e convocou os homossexuais a se reunirem em 2 de agosto no Coliseu para um "beijaço". A polícia negou que tenha havido homofobia. "Não é uma questão de homossexualidade, mas de legalidade", disse o coronel Alessandro Casarsa. "Diante da óbvia violação das normas que governam um lugar visitado por milhares de pessoas, os dois foram fichados e liberados." A ministra da Saúde, Lívia Turca, se disse constrangida com o episódio, dizendo que "uma coisa dessas certamente não acontece num país normal". "Espero que esses rapazes recebam um pedido de desculpas, porque isso foi um pouco excessivo", afirmou. (Por Alessandro Corda)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.