Gazprom garante abastecimento de gás à Alemanha

O monopólio energético da Gazprom garantiu à Alemanha que o abastecimento de gás da Rússia está assegurado, apesar das tensões diplomáticas relacionadas à Ucrânia.

AE-DJ, Agência Estado

06 de abril de 2014 | 12h57

"Estamos comprometidos com nossas obrigações com a Alemanha, conforme vinculação contratual", disse o diretor-geral da Gazprom, Alexander Medvedev, em entrevista ao jornal Handelsblatt.

Tem havido preocupações na Alemanha e também na Europa nas últimas semanas sobre a segurança de abastecimento, já que 30% do gás da região é fornecido pela Rússia. A Ucrânia é a principal rota de trânsito para o gás russo, e a Gazprom aumentou dramaticamente os preços para o país em meio às tensões depois que a Rússia anexou a Crimeia ao seu território.

Os preços mais elevados para Ucrânia não representam um real aumento de preço, se a Gazprom está adotando "a formulação de preços orientada pelo mercado acordada", afirmou o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, ao jornal. No sábado, o premiê da Ucrânia informou que o abastecimento para o seu país poderia ser interrompido.

Em Handelsblatt, Medvedev disse que a Gazprom atende aos próprios interesses comerciais ao abastecer a Europa. "Gás não é uma arma, é um bem", afirmou ele. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
RÚSSIAGAZPROMALEMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.