Gazprom vai ao Irã negociar exploração de gás e petróleo

A empresa está interessada no desenvolvimento de três poços dessa jazida, situada perto da fronteira com o Catar

EFE,

08 de junho de 2008 | 04h36

Uma delegação da corporação russa Gazprom viaja, neste domingo, ao Irã para negociar o início de vários projetos conjuntos de exploração de jazidas de gás e petróleo. Concretamente, a Gazprom está muito interessada em participar da exploração da jazida de Azedegan, considerada uma das maiores do mundo, com reservas estimadas em 33 bilhões, segundo informa a agência oficial "Itar-Tass". O Irã abriu concorrência internacional e, segundo a imprensa russa, a Gazprom-Neft, filial do consórcio, tem muitas possibilidades de ganhá-lo, dadas as boas relações entre ambos os países. De fato, a Gazprom-Neft e a Companhia Nacional de Petróleo do Irã assinaram em abril passado um memorando de cooperação energética. Durante sua estadia em Teerã, a delegação russa também poderia fechar definitivamente o acordo para exploração da jazida de "Pars Sul". A Gazprom está interessada no desenvolvimento de três poços dessa jazida, situada perto da fronteira com o Catar e que é considerada uma das maiores da região. A Gazprom, que produz mais gás que os Estados Unidos, também está interessada em desenvolver projetos de gás liquefeito em território iraniano. O Irã é o segundo produtor mundial de gás depois da Rússia e o quarto exportador de petróleo.

Mais conteúdo sobre:
PETRÓLEOMOSCOU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.