Gbagbo é transferido de hotel

ONU se comprometeu a garantir proteção e tratamento digno ao ex-presidente

estadão.com.br,

13 de abril de 2011 | 11h39

ABIDJÃ - O presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, declarou nesta quarta-feira, 13, que Laurent Gbagbo foi transferido do hotel em Abidjã, onde estava desde sua detenção na segunda-feira, 11. As declarações foram feitas durante uma entrevista coletiva.

Veja também:

mais imagens Imagens dos conflitos na Costa do Marfim

especialInfográfico: Entenda a crise marfinense

Ouattara disse que Gbagbo está em algum lugar seguro do país. Segundo o presidente, será dado a Gbagbo "todo o respeito devido a um ex-chefe de Estado".

A ministra de Direitos Humanos do governo de Ouattara, Ahoussou Jeannot Kouadio, divulgou um comunicado dizendo que "até a abertura das investigações judiciais, Laurent Gbagbo e alguns de seus companheiros estão obrigados a submeter-se a uma medida de prisão domiciliar". No comunicado, a ministra não deu detalhes sobre o local em que o presidente deposto ficará detido.

Antes de deixar o hotel, Gbagbo recebeu a visita de um chefe da missão da Organização das Nações Unidas (ONU) na Costa do Marfim. Choi Youn-Jin assegurou que a organização contribuirá para garantir a proteção e um tratamento digno ao ex-presidente.

 

Com Efe

Tudo o que sabemos sobre:
Costa do Marfim, Gbagbo, Ouattara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.