Gêmeas da Internet voltam para os EUA

As gêmeas adotadas pela Internet, que foram o centro de uma disputa transatlântica por sua custódia, regressaram aos Estados Unidos, seu país natal. Funcionários de Justiça do condado britânico de Flintshire, que receberam a custódia temporal das gêmeas de nove meses enquanto se resolvia a disputa, disseram que as meninas regressaram na quarta-feira a San Luis, Missouri, onde nasceram, acompanhadas por três assistentes sociais."As assistentes deixaram as meninas com tutores, ficando pendente uma decisão sobre seu futuro na corte de Missouri", afirmou Philip McGreevy, chefe-executivo do Conselho do Condado de Flintshire.Judith e Alan Kilshaw, o casal britânico que adotou as gêmeas pela Internet, retiraram sua ação de custódia na semana passada. No dia 9, um juiz da Corte Suprema ordenou que as meninas regressassem a San Luis, onde seus pais biológicos separados lutam para recuperar a custódia.O casal Kilshaw, que levou as meninas à Grã-Bretanha há três meses, afirmou ter pago o dobro que um par da Califórnia, o qual também desejava adotar as gêmeas. O casal norte-americano, Richard e Vick Allen, competiu com os Kilshaw pela custódia das meninas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.