Gêmeas que nasceram unidas pelo peito e abdômen são separadas

Duas meninas americanas de cinco meses que nasceram unidas pelo peito, abdômen e parte de um intestino foram separadas hoje com sucesso por cirurgiões de Rochester (Minnesota).No entanto, hoje mesmo uma das gêmeas, Isabella Carlsen, será submetida a outra cirurgia para a reconstrução de seu abdômen, disse um porta-voz da clínica, Lee Aase.Aase não informou se a outra menina, Abbigail, também vai precisar de uma operação como a da irmã.Um dos médicos, Christopher Moir, disse que a cirurgia foi muito complicada, mas que se havia 95% de certeza de que as pacientes sobreviveriam.As gêmeas, nascidas em Fargo (Dakota do Norte), foram operadas por uma equipe de 30 profissionais.O Centro de Pediatria John Hopkins informou que em média ocorre um caso de gêmeos unidos por diferentes partes do corpo a cada 70 ou 100 mil nascimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.