Gêmeos siameses separados estão em recuperação

O estado de saúde dos dois gêmeos siameses egípcios separados há duas semanas, num hospital de Dallas, Texas, está melhorando gradualmente e sua situação deixou de ser considerada grave, disse hoje fonte médica. Ahmed e Mohamed Ibrahim, de dois anos, que nasceram unidos pelas cabeças, foram separados em 12 de outubro, durante uma operação de 34 horas no Centro de Medicina Pediátrica da Dallas, estado norte-americano no Texas.Mohamed deixou de ser medicado por via endovenosa no domingo e o mesmo pode acontecer hoje com Ahmed, segundo informações da página eletrônica do hospital."A terapia de Mohamed avança bastante e hoje ele conseguiu atirar brinquedos com a mão esquerda a membros do pessoal médico quando estes se aproximavam", afirmou James Thomas, chefe dos serviços de cuidados intensivos do hospital. Acrescentou que Mohamed riu durante as brincadeiras.Ahmed está sendo submetido a sessões de terapia duas vezes por dia e mostra bons progressos. Segundo James Thomas, as duas crianças passam a maior parte do tempo em terapia e descansando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.