Gene em tumor prevê sucesso de tratamento para câncer do cólon

Um tipo de gene presente em tumorespode ajudar a prever se pacientes que apresentam câncer decólon, recém-diagnosticado mas em estado avançado, podem serbeneficiados do tratamento com o medicamento Erbitux, daImClone Systems, segundo dados divulgados no domingo. O estudo feito com um subconjunto de participantes de umteste clínico maior constatou que pacientes de câncer do cólon,cujos tumores continham o gene KRAS normal, ou tipo selvagem,podiam beneficiar-se significativamente do tratamento com oErbitux, enquanto aqueles que apresentam gene KRAS que passoupor mutações não se beneficiavam do medicamento da ImClone. Apresentados na reunião da Sociedade Americana de OncologiaClínica em Chicago, os resultados demonstram que um examegenético pode ajudar a excluir aproximadamente um terço dospacientes cujos cânceres não poderiam ser debelados com a ajudado medicamento, que é caro e produzido por biotecnologia. Além disso, o exame pode identificar os pacientes commaiores chances de beneficiar-se do medicamento. Entre os pacientes que têm KRAS normal, 59,3 por centoviram seus tumores encolher em mais da metade depois de receberErbitux e quimioterapia, contra 43,2 por cento no caso dos quefizeram apenas a quimioterapia. Segundo os pesquisadores, osresultados foram vistos como sendo estatisticamentesignificativos. O Erbitux não fez diferença alguma nospacientes que apresentam o gene KRAS modificado por mutação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.