General admite que soldados embolsaram tesouro das Farc

Militares colombianos são acusados de embolsar milhões de dólares em dinheiro vivo, encontrados durante uma busca num esconderijo de rebeldes. Os soldados depararam-se com o dinheiro durante uma operação de busca no centro da região produtora de cocaína da Colômbia, disse o general Carlos Ospina.Ospina não soube precisar o montante exato, mas disse que o total pode chegar a milhões. Notícias na imprensa local falam em US$ 14 milhões. Quarenta soldados, incluindo três oficiais, foram presos. Mandados foram emitidos contra outros 107, segundo as autoridades.Membros das Companhias B e D do 50º Batalhão Antiguerrilhas descobriram o dinheiro em dez depósitos subterrâneos, durante buscas por uma cova coletiva na mata dos arredores de San Vicente del Caguan, um antigo refúgio das Farc. A guerrilha costuma extorquir ?impostos? dos traficantes. O dinheiro enterrado estava cercado por minas explosivas, uma das quais detonou e feriu um soldado. Os militares envolvidos na operação nunca prestaram contas sobre o achado. O Exército colombiano considerou este o pior caso de corrupção na história da corporação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.