Khaled al-Hariri/Reuters
Khaled al-Hariri/Reuters

General da ONU chega à Síria para monitorar trégua de paz

Robert Mood reconheceu enorme tarefa e disse estar confiante na missão dos observadores

Reuters,

29 de abril de 2012 | 13h35

BEIRUTE - Um general norueguês encarregado de monitorar uma instável trégua de paz na Síria mediada pela ONU chegou neste domingo, 29, a Damasco, impulsionando uma missão que ativistas dizem que já ajudou a aliviar a violência na cidade de Homs, reduto de uma rebelião de 13 meses contra o presidente Bashar al-Assad.

Veja também:

link Primeiros observadores militares devem chegar à Síria segunda, diz ONU

link Mais de 65 mil já fugiram da violência na Síria, diz ONU

link Massacres voltam à Síria e Liga Árabe pressiona ONU a ‘rever’ sua política

O general Robert Mood reconheceu a enorme tarefa à espera da missão de 300 militares desarmados, que por ora tem apenas 30 membros no terreno, mas disse estar confiante de que poderá progredir.

"Seremos apenas 300, mas podemos fazer a diferença", disse Mood a repórteres ao chegar à capital síria. Seus comentários foram repassados à Reuters em Beirute, no Líbano.

"Trinta observadores desarmados, 300 observadores desarmados, mesmo 1.000 observadores desarmados não podem resolver todos os problemas", disse. "Chamo a todos a nos ajudar e cooperar conosco nessa tarefa muito desafiadora que temos pela frente."

A Organização das Nações Unidas afiram que as forças de Assad mataram 9.000 pessoas durante a revolta, a última de uma série de manifestações no mundo árabe contra regimes autocráticos.

O governo sírio alega que 2.600 pessoas foram mortas nas mãos de milicianos contrários a Assad e acusou a ONU de fazer vista grossa a "atos de terrorismo" contra as suas forças de segurança.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.