General diz que Rumsfeld errou e baixas podem chegar a 3 mil

As forças anglo-americanas poderiam sofrer até 3.000 baixas na guerra, já que o secretário da defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, cometeu "um erro" ao "subestimar" o número de soldados necessários para a campanha militar contra o regime de Saddam Hussein.Foi o que afirmou o ex-comandante das tropas americanas durante a primeira Guerra do Golfo, em 1991, Barry McCaffrey, que, 12 anos atrás, comandou a 24ª Divisão de Infantaria na operação "Tormenta do Deserto".Em declarações à rede de televisão britânica BBC, McCaffrey prognosticou que, na região norte de Bagdá, as forças aliadas ocidentais vão enfrentar "uma batalha de dois ou três dias extremamente perigosa".Para o ex-alto oficial norte-americano, o atual secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, "avaliou mal a natureza do conflito" e, em conseqüência, "cometeu um erro ao não enviar um contingente mais numeroso para lançar a ofensiva"."Todos dissemos isso, mas Rumsfeld achou que a opinião partia de generais que ficaram aferrados aos conceitos da Segunda Guerra Mundial e que não compreendíamos o novo modo de fazer guerra", criticou."Nós jamais lançaríamos uma ofensiva como esta com uma força tão modesta e a uma distância tão grande de nossas bases", declarou. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.