General dos EUA afastado vai para a reserva

Stanley McChrystal se aposentará após polêmicas declarações em artigo criticando o governo

Agência Estado e Associated Press

29 de junho de 2010 | 14h06

WASHINGTON - O general Stanley McChrystal, afastado na semana passada do posto de principal militar dos EUA na guerra do Afeganistão, informou ao Exército na segunda-feira, 28, que irá se aposentar. Um porta-voz afirmou que McChrystal, de 55 anos, informou o Exército sobre seu plano. O general já entregou a papelada para a aposentadoria, mas não está claro quando ele deixará a ativa, pois esse processo leva alguns meses.

 

Ao anunciar que McChrystal não estaria mais à frente do esforço militar da guerra afegã, o presidente dos EUA, Barack Obama, elogiou a longa carreira dele no Exército. McChrystal acabou afastado por causa de declarações dadas a um repórter da revista Rolling Stone. O general e sua equipe fizeram comentários críticos a funcionários do governo, incluindo o vice-presidente do país, Joe Biden.

 

McChrystal passou toda sua vida profissional no Exército. Ele foi apontado pelo Pentágono para comandar o conflito afegão após avanços do Taleban em 2008 e no início de 2009. McChrystal substituiu o general David McKiernan, que foi para a reserva.

 

Substituto

 

O indicado para comandar a guerra no Afeganistão está sendo submetido hoje a uma sabatina no Senado. Na audiência para confirmar seu nome à frente do braço militar da guerra, o general David Petraeus endossou o plano de Obama para o país, mas de modo cauteloso, mantendo sua liberdade para pedir mudanças ou atrasos na retirada das tropas. Petraeus substitui McChrystal.

 

A intenção de Obama é retirar parte das tropas dos EUA do Afeganistão em julho de 2011. Petraeus ressaltou, porém, que o compromisso norte-americano com o Afeganistão é "duradouro" e que pode levar anos para as tropas locais assumirem totalmente o controle da segurança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.