General dos EUA é suspensa por tortura de iraquianos

Uma general americana que estava encarregada de todos os centros de detenção no Iraque foi suspensa e está sendo interrogada pelo comando militar sobre os casos de maus tratos e torturas de prisioneiros iraquianos, confirmou um alto funcionário das forças da coalizão liderada pelos Estados Unidos. Há denúncias também de humilhações sexuais infligidas aos presos.A general Janice Kaplinski foi afastada de suas funções em janeiro, depois que um soldado americano informou seus superiores sobre as torturas no presídio de Abu Ghraiba, em Bagdá, onde estão milhares de presos. Janice e outros seis oficiais são alvo de uma investigação administrativa.A informação sobre a investigação de 17 policiais militares havia sido divulgada em março, quando o Exército anunciou que seis policiais seriam levados a julgamento num tribunal miltiar por suposos abusos contra cerca de 20 pessoas detidas em Abu Ghraib. Mas só agora o fato chocou os EUA, porque a rede de TV CBS exibiu fotos de maus tratos tiradas no fim do ano passado. Uma delas mostra presos nus e encapuzados, em uma pirâmide humana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.