General é preso por conspiração

O governo da Venezuela prendeu ontem o general José Caraballo, da Força Aérea do país, por suposta tentativa de conspiração contra o presidente Hugo Chávez. A prisão é a primeira de um funcionário de alto escalão em exercício após as denúncias de tentativas de golpe contra Chávez. Há duas semanas, Caracas afirmou ter frustrado uma tentativa de golpe contra o líder venezuelano. Na ocasião, um suposto grupo de militares da reserva estaria planejando derrubar e matar Chávez. O presidente mostrou como prova a gravação de uma conversa entre os envolvidos. Integrantes do governo também afirmaram que meios de comunicação privados estariam envolvidos.Segundo o deputado Mario Isea - líder da comissão responsável por investigar o caso -, Caraballo tem vínculos com um banqueiro que planejava matar o presidente. Esta semana o governo também prendeu outros dois suspeitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.