General iraniano ignora resolução da ONU e viaja à Rússia

Um general da Guarda Revolucionária iraniana impedido de sair do país pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas visitou a Rússia sem problemas, afirmou nesta segunda-feira, 9, a rede estatal de televisão iraniana por meio de seu site.O general Mohammad Baqer Zolqadr, que também é o atual ministro de Interior, foi um dos 15 iranianos listados na Resolução 1747 a qual o Conselho de Segurança aprovou unanimemente em 24 de março para punir Teerã pelo programa de enriquecimento de urânio - um processo que poderia produzir energia ou bombas nucleares.Zolqadr afirmou no site que sua viagem de seis dias por Moscou mostrou "a ineficácia da resolução".A resolução exige que todos os governos interrompam a permissão de visita de 15 indivíduos iranianos ligados ao programa nuclear do país e caso alguma visita dessas pessoas ocorra, os países devem notificar um comitê da ONU"Embora a resolução 1747 tenha imposto uma restrição de viagens para alguns membros da Guarda Revolucionária iraniana, incluindo eu, eu viajei para a Rússia e nenhuma restrição foi aplicada", escreveu o general.A Rússia ainda não comentou o episódio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.