General palestino é morto em Gaza

Mais dois palestinos morreram em uma incursão do Exército israelense, no amanhecer desta sexta-feira em Abasan, ao sul da Faixa de Gaza. Horas antes, três guardas que acompanhavam o general Ahmed Mefraj, responsável pela segurança pública da Autoridade Nacional Palestina (ANP), morreram junto com o general após disparos de soldados israelenses em Abasan.Fontes da segurança palestina afirmaram que o general, de 55 anos, e era assessor do chefe da segurança palestina Abdel Razaq al Majayda, morreu quando conduzia seus homens contra israelenses que invadiram a região no fim da noite desta quinta-feira. O general é o militar com maior patente morto desde o início da intifada, há mais de 17 meses. Seu corpo foi levado ao hospital Nasser, de Jan Yunes, com balas no peito e na cabeça, informaram os médicos.Em Belém, na Cisjordânia, o Exército israelense matou outro palestino no campo de refugiado de Ainda. O homem, de 35 anos, morreu durante o confronto armado contra os israelenses. Mais de vinte carros blindados israelenses invadiram na madrugada desta sexta-feira o assentamento palestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.