General reformado deverá chefiar Exército dos EUA

Numa decisão incomum, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald H. Rumsfeld, escolheu um general reformado para ser o próximo chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA, disseram nesta terça-feira fontes ligadas ao alto escalão do Pentágono. Sob condição de anonimato, funcionários do Departamento de Defesa dos Estados Unidos disseram que o escolhido é Peter Schoomaker, que se aposentou depois de dirigir o Comando de Operações Especiais do Exército entre 1997 e 2000.A escolha, que não foi anunciada publicamente e está sujeita a confirmação pelo Senado americano, poderia causar surpresa entre os militares, pois é incomum um secretário de Defesa deixar de lado os generais da ativa para colocar um oficial aposentado na posição de comandante-geral do Exército.Não está claro se Rumsfeld apresentou a candidatura de Schoomaker à Casa Branca para aprovação do presidente dos EUA, George W. Bush.O atual chefe do Estado-Maior do Exército, Eric Shinseki, aposenta-se amanhã, após 38 anos na ativa. As tensões entre Shinseki e Rumsfeld sobre o ritmo dos esforços para transformar o Exército dos EUA numa força de combate mais ativa dominaram os dois últimos anos do mandato de quatro anos de Shinseki.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.