General sírio desertor quer lutar contra regime de Assad

O general Mostafa Ahmad al-Sheikh, mais graduada autoridade a desertar do Exército da Síria, deve anunciar neste sábado a criação de um conselho militar que monitorará as operações militares contra o regime do presidente Bashar Assad, informou um assessor dele à France Presse.

AE, Agência Estado

14 de janeiro de 2012 | 10h53

Sheikh fará o anúncio na Turquia, onde se refugiou mais cedo neste mês, disse o assessor, Fahad Almasri, falando por telefone. "Esse conselho, liderado por Sheikh, monitorará as operações militares em conjunto com o Exército Sírio Independente", disse Almasri.

O assessor explicou que o conselho ajudará a organizar deserções entre os militares e estará em contato com oficiais do Exército regular, a fim de encorajar deserções em larga escala, em vez de investir em militares individualmente. O Exército Sírio Independente afirma ter 40 mil combatentes.

O governo sírio reprime há dez meses uma revolta popular por democracia e contra Assad, e a violência já deixou mais de 5 mil mortos, segundo as Nações Unidas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriapolíticaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.