General também enfrentará Justiça

O general chinês Gu Junshan deve ser julgado por uma Corte Marcial por um caso de corrupção no setor de logística do Exército de Libertação Popular da China. Tal como Bo Xilai, Gu era visto como um nome em ascensão. O escândalo deve ter reflexos negativos para a possível promoção do general Liu Yuan, chefe de Gu, no Congresso do Partido. Liu é cotado para integrar o Comitê Permanente do Politburo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.