Geólogo suíço é julgado por causar terremotos

O geólogo Markus Haering está sendo julgado na Suíça, acusado de ter provocado uma série de tremores em 2006, dentre eles, um de 3,4 graus na escala Richter, agitando os moradores da Basileia, na Suíça. Segundo Haering, as perfurações faziam parte de um projeto geotérmico em busca de pedras quentes para produção de energia limpa.

AE-AP, Agencia Estado

15 de dezembro de 2009 | 18h55

Hoje, o pesquisador declarou que ficou surpreso com a força dos tremores. Ele também negou as acusações de que teria deliberadamente danificado propriedades, e disse que as pessoas do local tinham conhecimento dos riscos.

A empresa Geopower Basel já pagou cerca de US$ 9 milhões em compensações por paredes rachadas e outros tipos de danos a propriedades localizadas nas proximidades do experimento. O projeto foi suspenso na época e fechado na semana passada depois que análises de risco concluíram que mais terremotos poderiam ocorrer se as perfurações continuassem.

O objetivo do experimento era ser o primeiro gerador do mundo a produzir, comercialmente, energia com água fervente a partir de pedras a uma profundidade de cinco quilômetros.

Haering pode pegar até cinco anos de prisão se o juiz entender que ele danificou as propriedades da Basileia. O veredicto deve sair nas semana que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
Suíçageólogoterremotosjulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.