Geórgia abandona Conselho de Defesa da CEI

A Geórgia anunciou hoje que suspendeu sua participação no Conselho de ministros da Defesa da Comunidade de Estados Independentes (CEI) pois seu objetivo prioritário é ingressar na Otan.O decreto, assinado pelo chefe de Estado Mikhail Saakashvili em 25 de janeiro, ordena que o Ministério de Assuntos Exteriores anuncie a decisão ao Comitê Executivo da CEI. A determinação foi publicado hoje na página da Presidência georgiana na internet.O Gabinete da Presidência e a Chancelaria explicaram à imprensa que a Geórgia estabeleceu a meta de ingressar na Otan em 2008 e não poderá participar de forma simultânea em ambas alianças militares.Em uma reação imediata, o Kremlin declarou que Moscou percebe este gesto como "uma decisão soberana" do país. "Interpretamos isso como uma decisão soberana, pois a Geórgia é um país soberano e decide por si só em que organizações quer participar", comentou o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da Rússia, Mikhail Kamínin.Ao mesmo tempo, afirmou que a Chancelaria russa ainda não foi avisada oficialmente sobre essa decisão do Governo georgiano

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.