Geórgia acusa Rússia por corte de gás

O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, acusou hoje o governo russo de cortar o fornecimento de gás para o seu país, gerando uma crise energética em meio a uma onda de frio na região. Autoridades russas, por sua vez, culparam rebeldes da Ossétia do Norte, que seriam responsáveis pela explosão de gasodutos na fronteira com a Geórgia.A cadeia de televisão russa NTV transmitiu imagens de gasodutos em chamas no que parecia ser um desfiladeiro.A interrupção de gás afetou a Geórgia em um momento em que o país enfrenta temperaturas de até -10ºC. Hoje à tarde, a maior parte da capital não tinha gás para calefação.O gás da Rússia passa pela Geórgia para chegar à Armênia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.