Geórgia diz que manterá regiões separatistas

O presidente da Geórgia Mikhail Saakashvili disse que não vai abrir mão das províncias separatistas da Ossétia Sul e Abkházia. Ele afirmou que a Geórgia nunca irá desistir de um único quilômetro quadrado sequer do território do país. A declaração foi feita durante coletiva de imprensa conjunta com a chanceler alemã Angela Merkel, hoje, após reunião na capital, Tbilisi.Merkel afirmou que espera uma retirada "muito rápida e imediata" das tropas russas da Geórgia, chamando a questão de "assunto urgente".A secretaria de Estado dos EUA Condoleezza Rice também disse esperar que o presidente da Rússia Dmitry Medvedev mantenha sua palavra dessa vez, obedecendo ao acordo de cessar-fogo para que as tropas saiam da Geórgia.Medvedev disse que os soldados russos vão começar a se retirar na segunda-feira. Rice observa que Medvedev prometeu que quando o presidente da Geórgia assinasse o cessar-fogo as forças russas iriam começar a retirada. Mas isso não aconteceu.Segundo Rice, a Rússia não tem cooperado com o cessar-fogo e Medvedev não está honrando com a promessa que fez ao presidente francês, mas agora espera que o líder russo mantenha sua palavra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.