Geórgia diz ter acabado com motim patrocinado pela Rússia

Ministros dizem que rebelião de batalhão em base militar tinha como objetivo assassinar presidente.

BBC Brasil, BBC

05 de maio de 2009 | 15h09

O governo da Geórgia informou que conseguiu acabar com um motim realizado por um batalhão de tanques em uma base militar a 30 km da capital, Tbilisi.

O ministro do Interior, Vano Merabishvili, afirmou que o comandante da base de Mukhrovani foi preso e que outros soldados estão sendo interrogados.

O governo chegou a afirmar que a rebelião, iniciada na manhã desta terça-feira, seria parte de uma tentativa de golpe de estado patrocinada pela Rússia com o objetivo de assassinar o presidente, Mikhail Saaskashvili.

Dmitry Rogozin, embaixador da Rússia da Otan, disse que as acusações são "loucas" e que a rebelião é o resultado das "políticas malucas do presidente Saaskashvili".

A rebelião na base militar teve início na manhã desta terça, quando vários soldados passaram a desobedecer ordens, segundo as autoridades.

Ainda não foi divulgado quantos soldados teriam participado do motim.

Otan

A rebelião ocorreu um dia antes do início dos exercícios da aliança militar Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na Geórgia.

O ministro da Defesa, David Sikharulidze, disse à televisão da Geórgia que os soldados visavam "prejudicar os exercícios da Otan e derrubar as autoridades". Ainda não se sabe quantos soldados participaram da rebelião.

O presidente russo, Dmitry Medvedev, condenou a Otan por planejar os exercícios em um país "onde acabou de acontecer uma guerra".

As relações entre a Geórgia e a Rússia estão estremecidas desde que os dois países travaram uma guerra pelo território da Ossétia do Sul em agosto de 2008. Os confrontos se acirraram depois que a Rússia apoiou tropas da Ossétia do Sul e expulsou as forças georgianas da república separatista.

O governo russo reconheceu formalmente a independência da Ossétia do Sul e de outra província separatista da Geórgia, a Abecásia.

O acordo de cessar-fogo foi mediado pela União Europeia.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
geórgiarebeliãosoldados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.