Geórgia e Rússia chegam a acordo para reabrir fronteira

A Geórgia e a Rússia fecharam um acordo para reabertura da fronteira de Upper Lars, informou o Ministério das Relações Exteriores da Geórgia, em um primeiro sinal de retomada das relações de ambos países após as disputas do ano passado. Mediado pela Suíça, o tratado define a reabertura da passagem fechada desde 2006, informou a vice-ministra das Relações Exteriores, Nino Kalandadze. Upper Lars é a única fronteira por terra que não atravessa a região rebelde da Ossétia do Sul e da Abkházia, área que provocou a guerra travada entre os dois países no ano passado.

AE, Agencia Estado

24 de dezembro de 2009 | 12h02

"A decisão de reabrir foi tomada", disse Kalandadze, acrescentando que espera ver a fronteira aberta no início de março. O acordo prevê a abertura da fronteira para os cidadãos da Geórgia e para o transporte de carga. Segundo ela, o protocolo formal da reabertura será concluído em duas semanas. A Rússia fechou a passagem de Upper Lars em 2006 e a atitude provocou críticas das autoridades da Geórgia, que a consideraram de motivação política em consequência de seus esforços para estreitar relações com o Ocidente, particularmente com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

As tensões surgiram em agosto de 2008, quando as forças russas entraram na Geórgia para frear uma tentativa do Exército georgiano de retomar o controle da Ossétia do Sul, que recebe há anos apoio de Moscou. A Rússia depois praticamente se retirou da Ossétia do Sul e da Abkházia, reconhecidas pelo Kremlin como Estados independentes.

As outras duas estradas ligando a Geórgia e a Rússia passam pela Ossétia do Sul e pela Abkházia. O fechamento de Upper Lars causou problemas para a Armênia, única rota para a Rússia, seu principal parceiro econômico. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaGeórgiaacordofronteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.