Geórgia vai reduzir número de diplomatas em Moscou

A Geórgia anunciou hoje a redução "drástica" do número de diplomatas que mantém em sua embaixada em Moscou, na Rússia. A medida é resultado da crise entre os dois países, após o governo russo reconhecer as províncias separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia como Estados independentes.O ministro da reintegração, Timur Yakobashvili, informou que Tbilisi pretende reduzir o corpo diplomático em Moscou ao mínimo possível. Segundo ele, o embaixador da Geórgia não retornará à Rússia e os dois países manterão relação no nível de enviados especiais.Não estava claro quantos funcionários permaneceriam na embaixada. Um funcionário do Ministério de Relações Exteriores da Geórgia disse que esse ponto não estava decidido.Yakobashvili disse que o serviço consular seguirá operando.A Rússia reconheceu ontem a independência das províncias rebeldes, após uma breve guerra com a Geórgia. Além disso, Moscou mantém tropas em território georgiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.