Gerald Ford é enterrado, após seis dias de homenagens

O corpo do ex-presidente americano Gerald Ford foi enterrado nesta quarta-feira na encosta de uma colina em Grand Rapids (Michigan), junto ao museu que leva seu nome, após seis dias de luto nos Estados Unidos.Ford foi sepultado diante de sua viúva Betty, seus filhos, netos, bisnetos e vários de seus amigos mais próximos, que horas antes lhe renderam uma última homenagem, em um funeral particular, na pequena cidade do norte dos EUA, que o ex-presidente sempre considerou sua casa.Em uma cerimônia simples, Ford foi enterrado ao som de 21 salvas de canhões. Vinte e um aviões militares sobrevoavam o céu, e vários hinos de exaltação à pátria foram executados, dentre os quais "America The Beautiful". Betty Ford, visivelmente cansada, chegou ao enterro em uma cadeira de rodas, mas se levantou para ir até a sepultura, e se despedir do marido.Ali, rodeada por sua família, recebeu das mãos do vice-presidente Dick Cheney a bandeira americana que envolveu o caixão de seu marido durante os seis dias de homenagens. Milhares de pessoas se concentraram nos arredores do lugar, para poder contemplar o funeral.Algumas horas antes, a igreja episcopal de Grace tinha sediado o último funeral de Ford, no qual chamou a atenção a profunda emoção de outro ex-presidente, Jimmy Carter, ao lembrar aquele que foi um de seus grandes amigos. "Um dos momentos de maior orgulho da minha vida foi quando umgrupo de historiadores, ao celebrar os 200 anos da Casa Branca, disse que nunca houve dois presidentes com uma relação de amizade tão íntima quanto Gerald e eu", disse Carter.Carter, que derrotou Ford nas eleições presidenciais de 1976, lembrou as primeiras palavras que disse em seu discurso inaugural: "Quero agradecer a meu antecessor, por ter feito tudo o que pôde para ajudar a nossa nação".Enquanto Carter se concentrou em aspectos pessoais de sua amizade, Donald Rumsfeld, secretário de Defesa no Governo Ford, enfatizou suas grandes qualidades políticas e humanas. "Ford chegou à Presidência como um piloto que chega a um avião sem conhecer a sua tripulação, mas conseguiu restaurar a confiança na instituição", disse Rumsfeld."Ford foi um dos nossos, e isso lhe fez especial e necessário, em tempos obscuros", disse Rumsfeld, que foi demitido da Secretaria de Defesa do Governo de George W. Bush em novembro de 2006. Gerald Ford se tornou o primeiro presidente dos Estados Unidos não eleito para o cargo, em 1974, após a renúncia de Richard Nixon, por causa do escândalo de escutas ilegais de Watergate. Ford, que foi o trigésimo oitavo presidente dos Estados Unidos, morreu em 26 de dezembro, aos 93 anos, em seu rancho Mirage, na Califórnia.Três dias depois, tiveram início os seis dias de luto nacional decretados pelo Governo, com um funeral privado em Palm Desert, a cidade californiana na qual se encontra o rancho Mirage.Posteriormente, o caixão foi levado para Washington, onde foi homenageado pela classe política e pelos cidadãos no Capitólio até ontem, quando foi transportado para Grand Rapids, onde finalmente foi enterrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.