Gerente de discoteca condenado a 20 anos

A Justiça argentina condenou ontem a 20 anos de prisão o gerente da discoteca República Cromañón, de Buenos Aires, Omar Chabán. Ele foi considerado culpado pelo incêndio que matou 193 pessoas que estavam na discoteca em dezembro de 2004. Os membros da banda de rock que tocava no momento do acidente foram absolvidos. O incêndio foi provocado pelos fogos de artifício instalados no teto da discoteca. A luz do local foi cortada e as saídas de emergência estavam todas bloqueadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.