Gesto pôs em xeque retórica anti-americana

No artigo, autor defende cumprimento de Obama durante a Cúpulas das Américas, dizendo que gesto tornou mais difícil para Chávez usar sua disputa com os EUA para desviar a atenção de seus problemas internos e facilitará esforços da Casa Branca para pressionar o líder venezuelano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.