Giro busca ''rejuvenescer'' relações com a Europa

A primeira viagem da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, à Europa foi uma operação de sedução e um esforço para "rejuvenescer" as relações. Ela prometeu cooperar em vários assuntos renegados pelo governo do ex-presidente George W. Bush e, com isso, apagar o mal-estar entre os dois lados do Atlântico.Ontem, em uma reunião com chanceleres da União Europeia, os países europeus prometeram a Hillary pressionar a Rússia a adotar uma posição mais construtiva e cooperar para obter o fim do programa nuclear iraniano. Sobre o Afeganistão, o compromisso assumido pelos europeus foi de não retirar suas forças do país.A transferência de presos de Guantánamo também fez parte da agenda. "Se determinarmos que será apropriado para um preso ser realocado, discutiremos isso com nossos amigos e parceiros, como a Europa", disse Hillary.Buscando melhorar a deteriorada imagem americana, o programa de Hillary incluiu um encontro com 500 jovens funcionários da Comissão Europeia. Distribuindo sorrisos, ela elogiou o projeto de unificação da Europa e prometeu que o unilateralismo da política externa americana é passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.