Gjorgje Ivanov está virtualmente eleito na Macedônia

Gjorgje Ivanov está virtualmente eleito na Macedônia. Com mais de 56% dos votos apurados, o candidato conservador liderava a eleição presidencial com 66,2% dos votos, ante 33,8% do candidato social-democrata, Ljubomir Frckoski. O pleito foi dominado pela discussão sobre a mudança de nome do país, uma exigência da Grécia. Desde a independência da Macedônia, em 1991, os gregos pedem uma mudança ou emenda ao nome do país vizinho. Com isso, tenta evitar que sua própria província da Macedônia, ao norte, dê início a um movimento separatista.

GERSON FREITAS JR., Agencia Estado

05 de abril de 2009 | 17h50

A Grécia tem prometido bloquear a entrada da Macedônia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) até que sua demanda seja atendida. Embora o cargo de presidente na Macedônia seja em grande parte cerimonial, a eleição desde domingo foi vista como um referendo sobre a disputa de nome.

Ivanov é aliado do governo, que se opõe veementemente à exigência da Grécia. O governo que apoia tem apelado para o orgulho nacional ao rejeitar a ideia de mudança. Frckoski, por outro lado, defende um acordo com a Grécia - posição apoiada por União Europeia, Estados Unidos e muitos macedônios que querem expandir seus laços com o Ocidente. A Macedônia sofre de graves problemas econômicos, com uma taxa de desemprego da ordem de 35%". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Macedôniaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.