'Golpistas estão exagerando', diz Lula sobre Honduras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje ser importante envolver o Conselho de Segurança das Nações Unidas na questão ligada a Honduras, "pois os golpistas estão exagerando, estão quase exigindo que o presidente eleito democraticamente peça desculpas por estar em Honduras". Os comentários foram feitos hoje por Lula ao sair do hotel em Nova York quando se dirigia para a sede da ONU.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

22 de setembro de 2009 | 21h16

Lula disse que conversou com o presidente deposto Manuel Zelaya pela manhã e reiterou que havia recomendado a ele "tranquilidade". Apontou ser importante que Zelaya preservasse a embaixada brasileira em Tegucigalpa, que é o espaço onde ele está, e pediu "que não houvesse incitação". "Haveremos de encontrar uma solução", disse Lula. "Não é a primeira vez que acontece isso no mundo, e penso que só tem um responsável por isso: são os golpistas que estão no poder indevidamente", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.