Golpistas libertam ex-premiê e presidente

Soldados da Guiné-Bissau libertaram ontem o presidente Raimundo Pereira e o ex-premiê Carlos Gomes Júnior. Os golpistas disseram que vão aceitar o plano proposto pela Comunidade Econômica dos Países da África Ocidental (Ecowas) que prevê o envio de 600 soldados para estabilizar o país. O golpe do dia 12 derrubou o governo e levou à prisão do ex-premiê, que disputava a presidência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.