Gonzales é intimado a entregar documentos ao Congresso

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Alberto Gonzales, foi intimado nesta terça-feira, 10, por uma comissão parlamentar a entregar documentos relativos à demissão de procuradores federais, uma polêmica que tem colocado em dúvida sua permanência no cargo."Espero ter sua obediência no momento certo para que possamos ir adiante para chegar à verdade", escreveu o presidente da Comissão de Justiça da Câmara, o democrata John Conyers, na carta que acompanhou a intimação a Gonzales.Dona Perino, porta-voz da Casa Branca, disse que o presidente George W. Bush "pediu ao Departamento de Justiça que responda plenamente a este pedido específico do Congresso", e acrescentou que o Departamento já forneceu mais de 3 mil páginas de documentos.Perino disse que "é claro que o presidente ainda tem confiança" em Gonzales, que até agora resiste à pressão para que renuncie. Ele comparece na semana que vem à Comissão de Justiça do Senado, que também pretende intimá-lo na quinta-feira a apresentar documentos. A Câmara e o Senado estão investigando a demissão de oito procuradores federais, ocorrida no ano passado. Há suspeitas de que os procuradores foram afastados por motivos políticos. O governo alega incompatibilidade administrativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.