Google exalta participação da China no mercado da internet

Vice-presidente da companhia disse vai apostar na colaboração com outras empresas chinesas

Efe

19 de outubro de 2010 | 05h42

PEQUIM - A China representa para o Google um mercado "único" da internet no mundo, disse nesta terça-feira, 19, em uma conferência tecnológica em Pequim o responsável de vendas da empresa no país asiático, John Liu.

Liu evitou fazer comentários sobre a polêmica entre o buscador americano e o Governo chinês no começo do ano por conta da censura de conteúdos e da pirataria cibernética.

O vice-presidente do Google ressaltou que a empresa vai apostar na colaboração com as firmas chinesas.

"Estamos tentando oferecer nossos melhores serviços às companhias", expôs Liu, quem destacou a importância das pequenas e médias empresas no setor tecnológico da China. "Todo mundo pode ser um cliente, um fornecedor, um concorrente e até um sócio".

Ele vaticinou um "novo cenário de competitividade" numa internet que se expandirá em quantidade, pelo aumento exponencial de usuários, e em qualidade, pela melhora dos conteúdos.

Liu previu que, em dez anos, se multiplicará o número de internautas no mundo, do atual 1,8 bilhão para 5 bilhões de pessoas, muitos deles procedentes de potências emergentes.

A China já possui 400 milhões de usuários, mas a taxa de penetração da rede chega a apenas 25% da população, quando nos países desenvolvidos ronda os 70%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.