Gorbachev: mundo está próximo de nova Guerra Fria

Em meio às celebrações dos 25 anos da queda do Muro de Berlim, o ex-líder soviético Mikhail Gorbachev disse, neste final de semana, que o mundo está próximo de uma nova Guerra Fria.

Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2014 | 19h24

Gorbachev, com 83 anos de idade, acusou o Ocidente, particularmente os Estados Unidos, de triunfar após o colapso da União Soviética. O resultado, segundo ele, pôde ser visto na incapacidade dos poderes globais de prevenir ou resolver conflitos, como na Iugoslávia, Oriente Médio e, mais recentemente, na Ucrânia.

"O mundo está à beira de uma Guerra Fria. Alguns estão dizendo que já começou", disse Gorbachev, durante evento que marca o aniversário de 25 anos da queda do Muro de Berlim, próximo ao portão de Brandenburgo.

Gorbachev pediu que o diálogo fosse restabelecido com Moscou para a retomada da confiança entre os dois lados, além da retirada das sanções do Ocidente à Rússia pelo suposto apoio aos rebeldes separatistas da Ucrânia. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
MuroBerlimGorbachev

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.