Gorbachev pede novas eleições na Rússia

O último líder da União Soviética, Mikhail Gorbachev, declarou nesta quarta-feira que a Rússia deveria anular os resultados de sua controversa eleição legislativa, realizada no último domingo - vencida pelo partido do primeiro-ministro Vladimir Putin - e convocar novas eleições.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2011 | 10h48

"Os líderes do país têm de admitir que ocorreram numerosas falsificações e fraudes e que os resultados não refletem o desejo do povo", disse ele à agência de notícias Interfax. "Portanto, eu acho que eles só podem tomar uma decisão: anular os resultados eleitorais e realizar um novo pleito", afirmou ele.

"A cada dia, literalmente, mais e mais russos não acreditam que os resultados eleitorais anunciados sejam honestos. E, na minha opinião, ignorar a opinião pública resulta no descrédito das autoridades e desestabiliza a situação."

As reformas promovidas por Gorbachev, a Perestroika e a Glasnost, nos anos 1980, alteraram o curso da história ao acelerar o colapso da União Soviética e libertar o leste europeu.

O ex-presidente e ganhador do prêmio Nobel da Paz, que costuma fazer críticas a Putin, é admirado no Ocidente, mas pouco respeitado pelos russos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaGorbacheveleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.