Gorbachev pede referendo para encerrar autocracia russa

Mikhail Gorbachev, o último líder da antiga União Soviética, defendeu a realização de um referendo na Rússia para a consulta sobre uma reforma constitucional que encerre com a "autocracia" que emergiu com base no atual sistema político. Em declarações colocadas no site do jornal de oposição da Novaya Gazeta, do qual é um dos donos, Gorbachev avaliou que a onda de protestos contra o poder de Vladimir Putin mostra que as pessoas querem uma mudança de todo o sistema político.

AE, Agência Estado

28 de janeiro de 2012 | 15h26

Ele observou que a Rússia está em uma séria crise política que pode ser vista também como uma crise constitucional, uma vez que o poder com pulso firme de Putin surgiu debaixo da constituição pós-soviética. A Rússia, segundo Gorbachev, deveria ter um partido democrático forte capaz de tomar a iniciativa de remodelar a Constituição.

Ele disse que o caminho em direção a isso deveria vir por meio de um referendo no qual os russos responderiam à seguinte pergunta: "Você apoia a reforma constitucional e política que encerraria a autocracia e garantiria a democracia?".

De acordo com Gorbachev, as propostas de reforma determinadas por Putin antes de sua candidatura, em março, à eleição presidencial revelam que "ele pretende deixar as coisas como estão, com poucas alterações".

Gorbachev tem defendido que Putin abandone a política e realize novas eleições para substituir o Parlamento eleito no pleito legislativo de 4 de dezembro, que desencadeou a onda de protestos no país.

Embora seja amplamente respeitado no exterior por ter presidido a União Europeia, Gorbachev ainda é considerado por muitos russos como o presidente que permitiu o colapso do então império de Moscou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaGorbachevreferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.