Sergei Karpukhin|Reuters
Sergei Karpukhin|Reuters

Gorbatchev pede que Trump e Putin coloquem 'tudo sobre a mesa'

As relações entre a Rússia e os EUA estão em seu mais baixo nível desde o fim da Guerra Fria, quando o então líder soviético iniciou uma reaproximação com o Ocidente

O Estado de S.Paulo

06 Julho 2017 | 15h25

MOSCOU - O último líder soviético Mikhail Gorbatchev pediu que Vladimir Putin e Donald Trump, que vão se reunir na sexta-feira, 7, pela primeira vez à margem do G-20 em Hamburgo, "coloquem tudo sobre a mesa para restaurar o clima de confiança entre os dois poderes".

"Acima de tudo, é bom que esta reunião aconteça. Embora seja uma pena que aconteça neste momento", disse Gorbatchev à agência Ria Novosti.

"Perdemos muito tempo, e é preciso recuperá-lo. É necessário restaurar o clima de confiança", estimou o ex-presidente soviético, de 86 anos.

"Tudo deve ser colocado sobre a mesa e deve-se estabelecer mecanismos de cooperação. Isso deve ser feito não apenas em pontos específicos, mas em todos os problemas", insistiu o ex-chefe de Estado.

As relações entre a Rússia e os Estados Unidos estão em seu mais baixo nível desde o fim da Guerra Fria, quando Mikhaïl Gorbatchev iniciou uma reaproximação com o Ocidente, permitindo uma política de aberta, a Perestroika, na União Soviética. / AFP 

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.