Gore diz a Bush para cuidar da economia

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore pediu ao presidente George W. Bush que dê à economia nacional a mesma atenção dispensada aos assuntos internacionais. Segundo o candidato democrata nas eleições presidenciais de 2000, "a economia americana encontra-se em grandes apuros".Em um discurso proferido nesta quarta-feira na Brookings Institution, em Washington, Gore pediu um plano de estímulo econômico que poderia incluir as pequenas empresas, para, segundo ele, "remover a economia americana de seu estancamento".Gore, que considera a possibilidade de se candidatar às eleições presidenciais de 2004, afirmou também ser contrário a esperar o retorno do Congresso apenas no próximo ano para discutir diversas medidas de estímulo à economia porque "até lá uma recessão global - ou algo pior - já poderá ter começado"."Como pode ser possível que o Congresso autorize a guerra antes das eleições, mas aguarde até depois do pleito para encarar a economia?", questionou Gore, segundo o qual os temas-chave não estão sendo debatidos a apenas cinco semanas das eleições.Em seu discurso, o ex-vice-presidente disse que Bush não precisa alterar sua filosofia básica, mas deve realizar ajustes econômicos para melhorar as condições econômicas atuais. "Não peço ao presidente que abandone sua ideologia", disse Gore, sem no entanto, especificar qual a linha filosófica de Bush. "Sugiro que (Bush) deveria tentar reconciliar sua ideologia com a realidade enfrentada agora pelo povo americano."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.