Governador alemão pede expulsão de extremistas islâmicos

O governador da região da Bavária, Edmund Stoiber, pediu hoje a expulsão da Alemanha do maior número possível dos quase 31 mil extremistas islâmicos que, supostamente, residem no país. A notícia foi divulgada pelo jornal alemão Welt.Stoiber, que também é presidente da União Cristã Social Bávara, fez o pedido durante encontro com o chanceler alemão, Gerhard Schroeder, baseando-se em dados do Escritório para a Tutela da Constituição (serviços secretos internos).Para Stoiber, os extremistas islâmicos devem ser mantidos sob vigilância permanente e completa. Segundo ele, faltam recursos para as autoridades alemãs de segurança.Cerca de 3,2 milhões de pessoas de fé muçulmana vivem na Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.