Governador da Virgínia muda lei para posse de armas

O governador do Estado de Virgínia, nos EUA, Timothy M. Kaine, anunciou ter fechado a brecha na legislação que permitiu que um estudante mentalmente perturbado da Virginia Tech compasse as armas usadas para matar 32 pessoas, entre colegas e professores.Kaine baixou uma ordem executiva determinando que os bancos de dados que listam pessoas proibidas de comprar armas passem a incluir cidadãos considerados perigosos e submetidos tratamento psiquiátrico compulsório.O autor do massacre de Virginia Tech, Seung-Hui Cho, havia recebido ordem judicial de se submeter a tratamento psiquiátrico, depois que um juiz concluiu que o jovem representava perigo para si mesmo.Mas, como Cho era tratado em consultas e não chegou a ser internado num hospital psiquiátrico, a ordem não foi integrada à base de dados que os comerciantes de armas são obrigados a checar antes de fazer uma venda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.