Governador de Istambul diz que célula da Al-Qaeda foi desmantelada

Operações policiais turcas resultaramno total desmantelamento de uma célula local da rede extremistaAl-Qaeda, acusada de promover atentados que causaram a morte de62 pessoas em Istambul no mês passado, disse hoje o governador de Istambul, Muammer Guler. De acordo com ele, porém, diversos líderes da célula estão àsolta no exterior. A Al-Qaeda é liderada pelo milionário sauditano exílio Osama bin Laden. Ainda nesta sexta-feira, um tribunal turco indiciou mais novesuspeitos de participação nos atentados, inclusive um importantemembro da célula. Desde os atentados, 44 suspeitos já foramindiciados. Durante entrevista coletiva concedida em Istambul, Guler disseque as autoridades locais capturaram a maioria dos militantessupostamente envolvidos nos ataques. Acredita-se que outroscinco estejam livres no exterior. Entre 15 e 20 de novembro último, 62 pessoas morreram -inclusive quatro militantes suicidas - em atentados contra duassinagogas, o Consulado-Geral da Grã-Bretanha e a sede local deum banco inglês. Todos os alvos situam-se em Istambul. Os atentados "foram promovidos por elementos da Al-Qaeda quetentavam estabelecer uma estrutura na Turquia", afirmou Guler."Mas não há o que temer", garantiu. "O grupo foi totalmentedesmantelado", assegurou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.