Governador de província afegã escapa ileso de atentado

Responsável por região ocupada por rebeldes sobre ataque com bomba; três civis são feridos no incidente

Agência Estado e Associated Press,

11 de fevereiro de 2008 | 10h02

O governador da província sulista de Kandahar, bastião da milícia Taleban, escapou ileso nesta segunda-feira, 11, de um atentado a bomba contra o comboio em que viajava, informaram autoridades. O atentado contra o comboio do governador Asadullah Khalid deixou três civis feridos, segundo um comunicado de seu escritório. Khalid já havia escapado anteriormente de tentativas de assassinato  No mês passado, um ataque suicida a bomba matou o vice-governador da vizinha província de Helmand enquanto ele rezava numa mesquita na capital Lashkar Gah.  Também no sul, um clérigo islâmico e dois de seus filhos foram mortos quando uma bomba que montavam na casa deles explodiu prematuramente, afirmou nesta segunda um oficial. Mulá Abdul Wasay foi morto na explosão na noite de sábado na província de Helmand, disse o chefe da polícia Mohammad Hussein Andiwal. A mulher do mulá e uma filha ficaram seriamente feridas. Em Cabul, a Noruega fechou sua embaixada e enviou todo seu pessoal para uma localidade secreta depois de receber ameaças terroristas, informou o jornal Dagbladet em Oslo. A embaixada foi fechada no domingo, cerca de quatro semanas depois de um ataque suicida em um hotel de Cabul que deixou oito mortos, entre eles um jornalista norueguês. No momento do ataque, o ministro do Exterior da Noruega estava no hotel, mas escapou ileso.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.