Governador de Tóquio deve ser reeleito, aponta pesquisa

O governador de Tóquio foi reeleito hoje, mostraram pesquisas de boca de urna, apesar da gafe em que sugeriu que o terremoto e o tsunami de março foram uma "punição divina" para o Japão.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 13h45

A expectativa era de que Shintaro Ishihara, 78, garantisse seu quarto mandato, e pesquisas da TV pública NHK confirmaram sua vitória após o final da votação de hoje. A autoridade eleitoral disse que os resultados oficiais serão disponibilizados amanhã.

Dias depois de o terremoto e o tsunami de 11 de março terem destruído o nordeste do país, Ishihara provocou um distúrbio com seus comentários.

"Precisamos acabar com nosso egoísmo com esse tsunami. Realmente, acredito que isso é uma punição divina", disse ele a repórteres no dia 14 de março. Após protestos públicos, ele se retratou e pediu desculpas um dia depois.

No domingo, entretanto, ele pareceu não estar arrependido e pediu que os japoneses vivam de maneira mais humilde. "A beleza japonesa permanece no povo japonês, mas a menos que possamos suprimir nosso egoísmo, o Japão não irá reviver", disse Ishihara em entrevista à imprensa ao aceitar a vitória. "Temos que mudar nosso estilo de vida. Nosso estilo consumista conveniente não pode perdurar." As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.