, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2010 | 00h00

As denúncias sobre tentativas de suborno feitas pelo governo da presidente Cristina Kirchner a parlamentares da oposição para aprovar o projeto de lei do Orçamento Nacional podem ser arquivadas, sem chances de ser investigadas por uma comissão parlamentar de inquérito. Deputados governistas indicaram ontem que possuem maioria suficiente na comissão que investiga as denúncias. "Este é um assunto encerrado", afirmam os aliados do governo. A votação sobre as investigações foi interrompida pela agressão da deputada Graciela Camaño contra o kirchnerista Carlos Kunkel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.