Governo afegão faz acordo com talebans para facilitar eleições

Autoridades pensam em repetir o modelo de trégua fechado em Badghis nas demais regiões do país

Efe,

27 de julho de 2009 | 05h54

O Governo do Afeganistão chegou a um acordo com os talebans da província de Badghis, no noroeste, para facilitar as eleições presidenciais, disse nesta segunda-feira, 27, à Agência Efe uma fonte oficial.

 

blog Leia mais sobre o Afeganistão no blog de Patrícia Campos Melo

 

Com o novo pacto, os talebans de Badghis se comprometeram a não atacar os candidatos presidenciais, que poderão instalar seus escritórios de campanha na província.

 

O acordo foi assinado no sábado, 25, com a mediação dos aldeões do conflituoso distrito de Bale-Murghab, onde se concentram os rebeldes da região de Badghis, disse à Efe o porta-voz presidencial Siamak Herawi.

 

Em virtude do pacto, o Governo afegão não atacará os talebans da região, e, em troca, estes se retirarão de três zonas do distrito de Bale-Murghab e deixarão que a Comissão Eleitoral inicie a atividade para as eleições presidenciais de agosto.

 

Este é o primeiro acordo que o Governo fecha com os talebans visando às eleições, mas as autoridades pensam em repetir o modelo nas demais regiões do país, disse Herawi.

 

A notícia foi divulgada um dia depois que o candidato à vice-presidência afegã Mohammed Qasim Fahim - que concorre na lista do presidente atual, Hamid Karzai - escapou ileso de um ataque insurgente no norte afegão.

 

Fahim viajava dentro de um comboio pela província de Kunduz, norte, quando um grupo de supostos talebans lançaram mísseis e dispararam armas automáticas contra os veículos desde o outro lado do rio.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.